Arquitetos, engenheiros, designers e demais especificadores estão aproveitando as vantagens oferecidas pela singular combinação das propriedades do aço inoxidável para um grande número de aplicações na arquitetura e construção civil. Solução ideal para fachadas, coberturas, janelas, portas, entradas de edifícios, corrimãos, guarda-corpos, mobiliário urbano, decoração de interiores, revestimentos, pisos, azulejos, pias e dispenser, o inox agrega valor às construções a partir das propriedades mecânicas e estéticas.

A resistência à corrosão, ao fogo e a grandes impactos do inox é superior na comparação com outros metais. Além disso, o aço inox oferece uma gama variada de acabamentos, o que resulta em qualidade estética dos empreendimentos; requer baixa manutenção e apresenta alta durabilidade e versatilidade de formas, podendo atender às exigências especificadas de projetos.

Entre as características do aço inox destacam-se a facilidade na limpeza em virtude da baixa rugosidade da superfície, que também é responsável pela aparência contemporânea – ideal para o número crescente de aplicações na arquitetura. Para usufruir todas essas as vantagens, porém, é necessário avaliar alguns fatores que têm influência no desempenho.

As condições externas do ambiente relacionadas à poluição urbana ou industrial, taxas de umidade elevadas, presença de neblina e proximidade do mar determinam, por exemplo, a especificação de aços inox mais resistentes à corrosão.

O mesmo acontece quando os projetos privilegiam superfícies rugosas obtidas, por exemplo, por operações de lixamento. Nesses casos, o mais recomendado seria o uso de painéis de inox instalados no sentido do acabamento, na vertical, para evitar a retenção de poluentes, facilitar a limpeza e o aproveitamento da água da chuva.

Aplicações e conservação

No passado recente, o aço inox era reservado para aplicações de prestígio. Hoje, se tornou uma prática competitiva e uma efetiva solução para muitos problemas específicos na arquitetura e construção. Disponível em diferentes formatos (chapas, bobinas, tiras, tubos e blanques), o inox permite criações arrojadas e uma gama de acabamentos, desde o fosco até o espelhado, além de opções em cores.

Também é resistente a pichações porque garante a remoção de qualquer tipo de produto com removedores adequados ou simples lavagem. As propriedades mecânicas do aço inoxidável permitem a utilização de espessuras mais finas, com a consequente re­dução de peso da construção sem comprometer a resistência nem aumentar o custo. Isso amplia a com­petitividade em relação aos materiais alternativos.

Custo x benefício

O mercado criou conceitos e dogmas que rotulam os produtos inox com falsas afirmações e mitos que representam o principal impedimento para o crescente desempenho. O que tem maior apelo mercadológico está relacionado ao custo do aço inox, considerado mais caro em comparação com outros produtos aplicados na construção civil.

Essa análise errônea não leva em consideração a relação entre custo e benefício do produto. Quando todos os custos ao longo do ciclo de vida da obra são considerados, o aço inoxidável é a opção de material mais viável. A durabilidade ao longo do tempo e os menores custos de manutenção, quando comparados aos materiais alternativos, constituem os fatores decisivos para que o valor inicial seja diluído, assegurando a viabilidade econômica do projeto.

Soluções duráveis exigem materiais de alta performance ao longo da vida do projeto, capazes de atender preocupações ambientais com custo adequado, segurança e confiabilidade. Os aços inoxidáveis pela comprovada performance atendem a esses requisitos. A experiência mostra que os custos de manutenção e custos associados superam as despesas iniciais do material.